Blog

Energia Solar deve crescer 40% ao longo dos próximos meses

De acordo com os especialistas do mercado de energia brasileiro, o país tende a crescer 44% na capacidade instalada de energia solar em 2019, o que levaria o país à marca de 3,3 gigawatts (GW) da fonte em operação. 

Segundo matéria publicada no Correio do Brasil, o crescimento tem relação com a popularização do mercado de Geração Distribuída (GD) no Brasil, que já não encara esse tipo de investimento como algo distante e impossível. Afinal, já é cada vez mais comum ver placas solares em telhados ou terrenos na cidade, no campo, em empresas e residências.

Ainda de acordo com a matéria, nos últimos 2 anos a GD mostrava um ritmo mais forte, com expansão de 172%, contra 86% nas grandes usinas. Já nas GD menores, adicionaram naquele período 317 MW, contra 828 MW dos empreendimentos de grande porte, viabilizados após leilões de energia do governo.

Como gerar a própria energia

Com o crescente avanço da tecnologia solar no Brasil, muitas pessoas já entendem que a energia solar é capaz de gerar eletricidade. É bem provável que você já tenha visto a iniciativa em algumas empresas ou indústrias. No entanto, ainda resta entender a energia solar funciona na prática?

Primeiramente, é necessário esclarecer que casas, prédios, condomínios e até mesmo comércio e indústrias podem contar com esse sistema. A falta de conhecimento é um dos principais fatores que ainda impedem a expansão da utilização do sistema de geração fotovoltaica no Brasil.

Como funciona a tecnologia que transforma a luz solar em eletricidade? 

1 – Nosso Sol funciona como um reator natural. Ele libera pequenos “pacotes” de energia chamados de fótons. A cada hora, a quantidade desses elementos que chegam à Terra é suficiente para abastecer a demanda global de energia por um ano inteiro.

2 – Os painéis solares, instalados sobre as edificações, são compostos por associações de células fotovoltaicas. Eles absorvem a luz e geram energia elétrica (corrente contínua).

3 – A energia gerada pelos painéis passa por um equipamento denominado “inversor”. Nele a corrente contínua se transforma em alternada, adequando-se às características da rede elétrica que utilizamos.

4 –  A energia que sai do inversor é conectada à sua casa ou empresa, no quadro de energia. Isso permite a utilização nos aparelhos e reduz a necessidade de utilização da energia fornecida pela distribuidora.

Você gostaria de tirar mais dúvidas em relação a energia solar? Acesse nosso E-book e descubra tudo sobre como gerar a própria energia.

Leia mais: