Blog

É possível reduzir 87% da minha conta de luz? Entenda como na prática

Você procura alternativas para diminuir a conta de luz? Se sua resposta for sim, como a da maioria dos brasileiros, a Energia Solar é uma alternativa viável, segura e cheia de benefícios.

 

Mas, se a gente disser que você pode chegar a uma redução definitiva você vai achar que é exagero, certo? Pensando nisso, decidimos contar a experiência de um de nossos clientes de energia solar residencial sobre sua economia.

 

Uma redução definitiva: 87% de economia

 

Morador do bosque Imperador em Juiz de Fora, MG, nosso cliente João Alexandre não precisa mais se preocupar com o valor da conta no final do mês, desde que instalou seu sistema de geração solar. Além de ter realizado um investimento que colabora para a valorização do seu imóvel e ainda o deixa livre dos altos preços da energia, passou a colaborar para um planeta mais sustentável, gerando uma energia limpa. Conheça outros clientes de Juiz de Fora.

 

O tamanho da economia: de R$885,64  para R$117,98.

 

Toda essa economia é garantida pelas 26 placas fotovoltaicas, que transformam a luz do sol em eletricidade, gerando 890kWh por mês em média. Este valor que ele continua pagando é o mínimo para um cliente trifásico: ele tem que consumir 100 kWh da Cemig (Custo de Disponibilidade) e pegar o Taxa de Iluminação Pública. Se for bifásico o valor mínimo é 50 kWh. Com essa redução definitiva, João Alexandre chega a uma economia anual acima de R$10.000. Já imaginou usar toda essa economia para fazer algo realmente importante pra você?

 

Como é feita a instalação da energia solar residencial?

 

Inicialmente, um estudo de viabilidade econômica é feito para que a equipe técnica identifique necessidades específicas de cada caso. Por isso, você não precisa se preocupar em adquirir um sistema fora da sua realidade. Em seguida, há a confecção do projeto e a entrada do mesmo na distribuidora de energia local.

Após a aprovação, realiza-se a compra dos equipamentos e a instalação é iniciada. Por fim, a distribuidora é chamada para fazer o comissionamento final e aprovar o início da geração solar.

 

Se eu gerar mais energia, perco dinheiro com a energia solar?

 

Com a geração própria de energia, não há desperdício, já que é possível usar o excedente de energia gerada. Ou seja, toda a energia que você produziu mas não consumiu “em tempo real”, será injetada na rede da distribuidora, computada e entregue ao consumidor na forma de créditos energéticos na fatura.

São estes créditos que servem para “abater” o que o cliente consumiu da rede da distribuidora em momentos que seu sistema não estava gerando energia – como no período da noite – ou sua necessidade foi maior que sua geração. E o melhor é que você pode utilizar esses créditos durante 60 meses. É possível também que estes créditos sejam compartilhados com outras unidades consumidoras, desde que estejam dentro da mesma distribuidora.

 

Quer saber mais sobre as possibilidades de geração de energia solar residencial? Baixe nosso e-book e tire todas as suas dúvidas.