Blog

O que o caso Bettina nos ensina sobre o investimento em Energia Solar?

Oi, meu nome é energia solar e tenho mais de 1 milhão de reduções na conta de luz acumuladas!

Você já deve ter visto, ao longo desse mês, o sucesso que a propaganda da Bettina, “Milionário com ações”, fez na internet. Na publicidade, Bettina falava da oportunidade de ficar milionário com um investimento que cabe no bolso, contando sua trajetória de sucesso. Mas será que investir é tão simples assim?

 

Ainda que você conte com uma equipe de especialistas, os ganhos da bolsa sempre terão influências relacionadas ao momento político do país, podendo deixar você e seus investimentos com um futuro um tanto incerto. Além disso, é importante lembrar que todo investimento envolve riscos, e que você precisa estar preparado caso eles se concretizem.

E o que pode ser mais seguro do que investir em você mesmo?

O investimento em energia solar: gerando a própria energia

energia-solarDiferente dos outros tipos de investimento, a energia solar traz ganhos diretos e definitivos, relacionados a sua autonomia e a redução de custos com a energia. Já que você não dependerá exclusivamente da energia da Distribuidora, pode chegar a uma redução de até 99% da sua conta de luz.


Tudo acontece de forma muito simples e sem que você precise desperdiçar tempo ou dinheiro. Com o sistema on-gridd, ou conectado à rede, todo o trabalho fica por conta de um inversor que reconhece a frequência e a tensão e injeta energia na rede, por isso, a conexão com a distribuidora funciona como uma bateria ininterrupta.

 

Como este é um sistema que trabalha pelo conceito de compensação, se durante o dia o seu sistema está gerando energia, e você não a está consumindo em tempo real, ela é injetada na rede elétrica. Já a noite, quando não há sol para a produção, a concessionária lhe fornece. Toda essa compensação entre a geração e o uso é feita em sua fatura de energia.

 

Isso significa que, ao gerar sua própria energia você possui um sistema em que um dos elementos dá apoio ao outro. Por isso, quando dimensionado de uma forma equilibrada, é possível chegar a uma conta em que apenas o custo de disponibilidade (relativo à iluminação pública) precisa ser pago.

 

Vamos falar de números?

A energia solar já oferece rentabilidade superior a outros investimentos, como a Poupança (média de 4,73% a.a.), o CDB (média de 5,73% a.a.) e o Tesouro Selic (média 5,22% a.a.). Hoje, é possível conseguir uma taxa de (em média 36% a.a), com um período médio de retorno de investimento de até 4 anos.

 

Muito além de economia

O investimento  na geração própria de energia, configura também um investimento do imóvel em que o projeto é instalado, agregando uma maior valorização. É importante pontuar que as placas possuem garantia de performance de 25 anos, e depois disso, ainda estará produzindo pelo menos 80% de sua capacidade de geração inicial. Ou seja, é uma performance alta que ultrapassa os anos da garantia.

 

E para ser ainda melhor, a energia solar é uma energia limpa, que não produz nenhum tipo de resíduos em sua geração. Assim, você estará colaborando para uma produção energética sustentável, influenciando também na preservação dos recursos para as próximas gerações.

 

E aí, quer investir na SUA economia em condições especiais de até 60 vezes? Conheça as alternativas:

 

financiamento-60x

 

Leia mais:

 

Conheça 3 projetos de energia solar em Juiz de Fora

Descubra quais são os mitos e verdades sobre a energia solar